Depois de Sábado à Noite,  por Erison Rossati (03/09/09)

Clique para comprar

A grande busca por um alguém para chamar de seu não é uma exclusividade dos heterossexuais. Os gays, relegados durante muito tempo ao segundo plano afetivo em nossa sociedade, estão buscando cada vez mais expor seus anseios, suas vontades e, inclui-se aqui, buscar um par perfeito. O livro Depois de sábado à noite, de Kiko Riaze, lançado pela editora Fábrica de Leitura trata justamente disso. E é uma agradável surpresa em um mercado editorial carente de livros voltados ao público GLS.

Cadu é um jovem gay bonito, atraente, inteligente, bem resolvido, dono do próprio nariz (só falta o cavalo branco!) e que está, mais do qualquer outra coisa, em busca de um namorado. Ele acredita, firmemente, na possibilidade de encontrar um homem para ser seu parceiro e poder, com ele, dividir uma vida inteira. É justamente essa busca desenfreada que serve de tema para Kiko desenhar sua narrativa e seus personagens típicos, como o amigo ranzinza Félix, a drag Pandora e os mais preconceituosos e interesseiros que cruzam o caminho de Cadu.

Claro que, durante todo o enredo, o autor desfila pelo universo gay de forma bem descontraída e bastante moderna. Estão lá todos os clichês amados (e algumas vezes odiados) do estilo de vida gay. As noitadas, as drogas, a internet, o sexo fácil, as gírias e os infinitos preconceitos que rodeiam o meio.  O livro fala de como, na ânsia por ter alguém ao seu lado, muitos gays acabam se metendo nas maiores encrencas e esquecem de viver a vida, dando tempo ao tempo para que as coisas aconteçam naturalmente.

O texto é suave e fácil de ler. Os garotos que estão descobrindo sua sexualidade vão gostar, pois o tema é interessante e bem atual. Já os mais maduros, podem usar como uma reflexão sobre seu modo de vida e suas escolhas e, assim, decidirem o que querem de melhor para si. Interessante ver que Kiko fala de todas as sombras do mundo GLS sem medo, mostrando que, muitas vezes, os gays só possuem alegria no nome. Vale a leitura!