A Revista JUNIOR #9, trouxe uma matéria de Santiago Nazarian sobre a nova safra de escritores da literatura brasileira que falam abertamente de temas gays e reacendeu a velha discussão: existe realmente uma literatura gay?

Na entrevista, dois escritores paulistanos e dois escritores cariocas íntimos desta temática apresentam suas – divergentes – visões sobre o assunto. A minha página segue abaixo, na íntegra. Minha cara foi tão trabalhada no photoshop que eu quase não me reconheci :/

Enfim, leiam: